Get Adobe Flash player

Com Ceará e Fortaleza na Série A e Ferroviário na C, futebol local inaugura novo patamar

Com Ceará e Fortaleza na Série A e Ferroviário na C, futebol local inaugura novo patamar
 
Chegou o grande momento do futebol cearense no ano. Hoje, os três maiores times do Estado iniciam caminhadas no Campeonato Brasileiro. Embora em divisões distintas, as missões são semelhantes. Ceará e Fortaleza, na Série A, e Ferroviário, na Série C, têm claro objetivo de se manter na disputa. Só se engana quem pensar que será fácil.
O Ceará é o primeiro a entrar em campo. Às 16 horas, enfrentará o CSA-AL, no Castelão, no passo inicial de jornada que promete percalços. O ano passado foi prova disso, já que o Vovô chegou a ser dado como "rebaixado por antecipação" ainda no primeiro turno, após péssimo início nas 12 primeiras rodadas. Agora, porém, o clube aprendeu com os erros e projeta campanha mais tranquila.
"Nosso principal desafio desse ano é a permanência na Série A. Claro que tudo que vier a mais, que for consequência do trabalho, que a gente consiga ficar numa melhor posição possível, a gente vai receber bem, e vamos buscar isso. Mas em princípio, temos que ter a consciência que o principal objetivo nosso é ficar na Série A", garante o presidente alvinegro, Robinson de Castro.
O contexto do Alvinegro é praticamente idêntico ao do rival, Fortaleza, que retorna à elite após 12 anos alternados entre séries B e C. Com investimento ainda menor que o do rival - o orçamento do Vovô gira os R$ 80 milhões; o do Leão é de cerca de R$ 60 milhões - o Tricolor tentará ficar na Série A para se consolidar no cenário nacional.
"A expectativa principal do clube é a permanência para a Série A de 2020. Todas as nossas ações e todos os nossos esforços vão ser feitos para que o time permaneça. Porque é essa permanência que vai fazer com que o Fortaleza siga caminhando, evoluindo, se estruturando para, dentro de alguns anos, criarmos raízes permanentes na Série A", destacou o presidente tricolor, Marcelo Paz.
Representante do Estado na Série C, o Ferroviário também mira a permanência. Afinal, foram 13 anos sem disputar a Terceirona, e esta é a primeira vez que o Tubarão da Barra disputa a competição no atual formato. Porém, mesmo sabendo das dificuldades, a diretoria coral traça metas ainda mais ousadas.
"O Ferroviário entra em todo campeonato com objetivo maior. Claro que a gente pensa em manutenção, mas buscaremos sempre nos manter próximo do G-4. Primeiro a permanência, e depois estar sempre buscando o grupo de classificação. Vamos pensando sempre jogo a jogo, e isso será consequência do trabalho que será realizado no dia a dia", afirmou o presidente coral, Newton Filho.
Apesar de todos os percalços que encontrarão, Ceará, Fortaleza e Ferroviário possuem condições de atingirem desempenhos satisfatórios, para que, em dezembro, possam estar celebrando a coroação de um ano que começou promissor.
 
Fonte: O Povo - André Almeida 
Divulgação: Site Eternamente Futebol 
Em 28/04/2019