Get Adobe Flash player
Recomende este Site!

Dicas da Lingua Portuguesa

DIFERENÇA ENTRE PLEONASMO VICIOSO (REDUNDÂNCIA, REPETIÇÃO DESNECESSÁRIA) E PLEONASMO LITERÁRIO

O pleonasmo vicioso , também conhecido como redundância , é um vício de linguagem que se caracteriza pela repetição de algum termo ou ideia. Nem sempre percebemos que estamos cometendo um erro de linguagem e, por esta razão,  nós o chamamos de vicioso.

 
Exemplos de pleonasmos viciosos mais frequentes no dia a dia:  

"Ao invés de" ou "em vez de"

"Ao invés de" ou "em vez de"
 

"Ao invés de" significa 
 "ao contrário", "inverso", "avesso". É utilizado somente para expressar oposição. 

Exemplo: Ao invés de caminhar para frente, caminhou para trás.
 
" Em vez de" significa "em lugar de". Supõe uma substituição.
 
Exemplo: Em vez de resolver o exercício de matemática, resolveu o de gramática. 
 
Marcos Antonio Vasconcelos Rodrigues - Em 15 de abril de 2019.

 
 
Observação importante!
 

Principais VÍCIOS DE LINGUAGEM

Vícios de linguagem são deformações das normas da gramática por descaso ou por ignorância. (Desconhecimento)

 

Conheça alguns casos de vícios de linguagem:

 

a) Ambiguidade ou anfibologia: Ocorre quando a frase apresenta duplo sentido por falta de clareza.

 

Exemplo 1: Marcos foi atrás do Uber correndo.

 

Existem duas interpretações possíveis: João precisou correr atrás do táxi para conseguir alcançá-lo ou o táxi estava correndo em alta velocidade e João precisou ir atrás dele.

Plural de troféu, cidadão, degrau, chapéu, anel e ancião

Veja o plural de troféu, cidadão, degrau, chapéu, ancião, anel...
 
 
Troféu - troféus 
 
Cidadão - cidadãos 
 
Degrau - degraus 
 
Chapéu - chapéus 
 
Anel - anéis 
 
Ancião- anciãos, anciães e anciões 
 
 
Marcos Antonio Vasconcelos Rodrigues - professor concursado da Rede Pública Estadual de Ensino do Ceará 
Em 10 de abril de 2019
 
 
 

“Menos” ou “Menas”

“Menos” ou “Menas”
 
Menos - Invariável - Não sofre flexão de gênero ( masculino/feminino) , número ( singular/plural) , grau (aumentativo/diminutivo). Logo, não existe a forma gramatical "MENAS"
 
Exemplos: 
 
Ela é MENAS esperta que você. ( Construção inadequada gramaticalmente) 
Ela MENOS esperta que você.( Construção adequada) 
 
Marcos Antonio Vasconcelos Rodrigues - professor de língua portuguesa 
Em 09 de abril de 2019
 

“Tão pouco” / “Tampouco”

“Tão pouco” / “Tampouco”
 
 Tampouco corresponde a “também não”, “nem sequer”. Tão pouco corresponde a “muito pouco”. 
 
Exemplos:
 
Não veio à aula ,tampouco (também não) explicou a ausência. 
Trabalha muito,mas recebe tão pouco(muito pouco)!
 
 
Em 09 de abril de 2019 
 
Marcos Antonio Vasconcelos Rodrigues - professor de língua portuguesa 
 

Qual a diferença entre hesitar e exitar?

Qual a diferença entre  hesitar e exitar?
 
Hesitar é um verbo de origem latina  haesitáre cujo significado é “estar indeciso”, “mostrar receio”.
 
Exemplo: Hesitou em realizar a prova do concurso! 
 
Exitar é um verbo que é formado com a união do substantivo êxito com o sufixo -ar cujo significado é “ter êxito”. 
 
Exemplo: A professora exitou em colocar o aluno para fora de sala. 
 

Lista de palavras com dupla grafia

Lista de palavras com dupla grafia 
 
Algumas palavras da língua portuguesa apresentam duas grafias corretas. Conheça algumas delas, as que são mais usadas no dia a dia. 
 
Maquiagem ou Maquilagem

Apostilha ou apostila 

Catorze ou quatorze 

Parênteses ou Parêntesis

Abdome ou Abdômen

Aluguel ou Aluguer

Assobiar ou Assoviar

Cãibra ou Câimbra

Arrebentar ou Rebentar

Bêbado ou Bêbedo

Relampear ou relampejar

Enfarte ou Infarto

Degelar ou Desgelar

 

Veja a "forma correta" de algumas expressões do dia a dia

O programa ele é cultural - O PROGRAMA É CULTURAL 
Este último é o mais... - ESTE É O MAIS...
Vamos receber ele- VAMOS RECEBÊ-LO...
Tinha caso recentemente. - TINHA CASADO RECENTEMENTE.
Tinha mando. - TINHA MANDADO 
Tinha trago. - TINHA TRAZIDO. 
Não faz assim que eu...- NÃO FAÇA...
Eu te aviso pra você. - EU AVISO.
Saia daí. - SAIA.
 
Adpatado do redação no ENEM 
Em 05 de maio de 2018. 

Traz, trás ou atrás

TRAZ (escrito com Z) - terceira pessoa do singular do verbo trazer do presente do incativo ou da segunda pessoa do singular do modo imperativo.
 Esse verbo é usado com muita frequência no dia a dia , apresentando significados variados. Refere-se principalmente ao ato de transportar ou encaminhar para este lugar, mas também pode ser sinônimo de oferecer, vestir, ocasionar, atrair, conter em si, apresentar, sugerir, herdar, manter e citar, entre outros.
 
 
Exemplos: 
A moça TRAZ consigo lembranças de um passado quase morto.
 

Páginas